FastStone Image Viewer 3.0 free

Resumo::

Na pressa do cotidiano, esperar que seu PhotoShop CS3 carregue para visualizar 2 fotos e mostrar ao cliente é uma tarefa penosa. Às vezes, mesmo podendo visualizar com o visualizador de fax integrado do Windows, você se depara com a necessidade de redimencionar as suas fotos, renomear e converter elas para colocar no Orkut usá-las em um trabalho.

Nesse ambiente, visualizar as thumbnails do Windows (vide contexto miniaturas) pode não ser suficiente, até então você poderia usar PICASA ou ACDSee, mas para mim, os dois perdem para o FastStone Image Viewer 3.0 FREE. Este programa tem todas as utilidades do ACDSee, bem como agilidade da saudosa versão 2.4x que eu usava até então, somado a todos os importantes recursos do Picasa.

Ficou LONGO, recomendo a leitura em partes ou então o bookmark star_full[26] dos interessados iniciantes. Acredito que após alguns dias utilizando o FastStone Image Viewer 3.0, o usuário se acostume com seu layout, simplicidade e facilidade de uso.

Visualizador Inteligente = Velocidade e Produtividade ::

Hoje, ter acesso a apenas VER a imagem é realmente pouco. Abrir um programa pesado e "hardcore" como o PhotoShop apenas para remover um olho vermelho ou redimencionar uma imagem é similar a cortar o pão do café da manhã com uma moto-serra. É um gasto de recursos do seu computador sendo mau empregado, gerando desgaste e perda de tempo a toa.

O primeiro e CRUCIAL recurso de um visualizador de imagem é VER imagens. Para isso, você espera apenas duas coisas: VELOCIDADE e associabilidade.

Em termos de velocidade, ao associar um tipo de arquivo ao FastStone e dar duplo clique sobre um daquele tipo, ele já exibe a imagem em tela cheia com fundo preto, com todas as informações de propriedades – e mais – do arquivo no topo. Isso para quem lida com imagens o dia todo, é uma ferramenta que gera produtividade intensa. Não bastasse, ao manter pressionado o botão esquerdo, a imagem é AMPLIADA 2x (podendo ser ajustada a até 4x) e se pode navegar livremente por ela, soltando o botão para voltar a imagem normal (encaixada na tela quando maior). Ao dar duplo clique sobre a imagem, se abre o browser (a âncora do programa), mas na óbvia CONCLUSÃO da visualização você certamente vai querer sair do programa rapidamente, pensando nisso basta apertar ESC e o programa é FECHADO, recurso realmente interessante (e inteligente).

viewer[6]zoomed[7]

Note que apesar de trabalhar o alpha de um PNG (imagens acima), quando aplicado o zoom o programa não renderiza o alpha corretamente, tornando-o sólido. Não satisfeito com o zoom do mouse, pode usar o numpad do teclado para ajustar o zoom manualmente, sendo:

numpad 0 = automático ao max da tela

numpad 1~9 = 100~900% de zoom

numpad + = incrementa o zoom até 5000%

numpad – = reduz o zoom até 2%

Ainda assim, com a imagem aparentemente limpa, o visualizador traz em si todos os recursos embutidos sob o conceito da Lei de Fitts (que diz que os cantos das telas sejam os pontos mais fáceis de se atingir). Assim, a tela aparentemente vazia (acima) traz, na realidade, tudo oculto, mas esses menus se tornam visíveis ao se passar o ponteiro do mouse no canto da janela (mesmo em dual-tv).

fitt-left[6]fitt-down[6]

Barra esquerda = ajustes básicos | Barra Inferior = controle total de visão

fitt-right[6]fitt-top[6]

Barra direita = Informações da imagem | Barra superior = miniaturas!

A separação de recursos do programa pelos cantos tornam o acesso mais ágil e fácil, foi brilhante.

Visualizador Eficiente = Compatibilidade ::

Isto é a quantidade de arquivos que podem ser abertos nele, dispensando a necessidade de outro programa (ou plugin) para certos tipos de arquivos. Saliento que ABRIR TUDO não é exatamente crucial, mas sim abrir o que você vai usar corretamente, o FastStone abre images do tipo:

JPEG/JPE/JPG, PCX, CR2 (Canon), MRW (Minotta), BMP, WMF, NEF (Nikon), PEF (Pentax), GIF, TGA, ORF (Olympus), SRF (Sony), TIF/TIFF, PSD (Adobe), RAF (Fuji), ARW (Sony), PNG, CRW (Canon) e DNG (Adobe)

É notável duas coisas, primeiro o suporte perfeito aos formatos mais atuais de imagem, e, segundo, o suporte as câmeras digitais, incluindo o Digital Negative da Adobe e incluindo, ainda, o Windows Meta File (WMF), o vetor básico do Windows, muito usado em Cliparts do Office.

Isso é, por mim, mais que suficiente para qualquer pessoa, sendo que o PNG/PSD é exibido com alpha corretamente e o GIF funciona animado sem problemas, mas notei que não pode ampliar o mesmo.

Recursos do Browser ::

A primeira vista, estranho, mas alguns minutos e você olharia com naturalidade para ele. Quem não for habituado a softwares em inglês, pode achar penoso e estranho trabalhar com o FastStone, mas nada que não se aprenda com o tempo, dado que a ampla maioria das funções são iconizadas também.

A fim de aprimorar a experiência com o usuário, dá para usar Skins. Esse é um ponto positivo, mas também o primeiro ponto fraco que achei no aplicativo. Já que SÓ permite o uso de skins, não permitindo o uso da skin normal do OS (e não estiver na lista, como a Zune ou Royale, não terá como ativar).

skin[6]

O visualizador integrado ao browser (a âncora) do programa conta com o mesmo interessante recurso de zoom 2x ao pressionar sobre ela, a rolagem do mouse para avançar e retroceder, painel superior bem trabalhado, com acesso aos principais recursos e o mais interessante, a árvore do computador que parece estar restringida é, na verdade, desdobrável, sendo o Preview recolhível com 1 clique.

zoom[6]

Além da visualização, o FastStone Image Viewer 3.0 traz ainda um recurso de comparação para até 4 imagens simultâneamente, recurso MUITO bem recebido quando você tem que mostrar duas imagens para seu cliente, como ocorre numa prova de arte, e tudo isso a 1 clique, é perfeito.

compare1[6]compare2[6]

Selecione as imagens e clique aqui… …isso abre essa janela para ver elas

Não satisfeito, precisando fazer um slide show ao cliente ou mostrar as fotos digitais aos parentes, a quem possuir uma TV ou segundo monitor conectado ao PC, pode ainda deixar o browser na janela principal enquanto o FastStone exibe slides na segunda tela, primeiro recurso dedicado a dual-tv ao qual eu particularmente apreciei muito dada a facilidade e conveniência do recurso. Para ativar isso, basta duas coisas muito óbvias:

Ter 2 monitores em uso (ou um monitor e uma TV), com dual-tv ativo.

Ativar nas configurações.

sett[6]dualtv[6]

Navegabilidade entre pastas aprimorada ::

Onde está o caminho de pasta (path), reside também o histórico navegado, muito útil quando se fecha o programa e se quer rever uma determinada pasta vista anteriormente. Na necessidade de excluir as entradas, basta clicar na lixeira ao lado dele.

path[6]

E para aqueles mais atenciosos sobre a janela do FastStone, que notou a árvore oculta sob o preview do programa, esta é uma das coisas que eu mais admirei pela praticidade e funcionabilidade. Não que a árvore do Explorer seja em si a novidade, todos os demais tem, mas a questão dela ser OCULTA com 1 clique é algo realmente funcional. Você clica na barra de título do preview, ele se reduz ao rodapé, você navega pelas pastas, acha a sua pasta desejada, clica na barra denovo (agora no rodapé) e o preview retoma seu local ocultando a não mais necessária árvore.

preview[6]tree[6]

Um clique e o preview some… …e depois outro e ele reaparece

Renomear = simples assim ::

Renomear e Redimencionar nunca foi tão simples e rápido. No caso de RENOMEAR, basta selecionar as imagens e pressionar F2 (ou F4) e você terá 2 caminhos, um ao se renomear UM arquivo, que abrirá a janela abaixo:

rename_single[6]

Simples, como quando se muda o nome de uma pasta no Windows de dentro de algum programa (especialmente Office), o pop-up que se abre permite mudar o nome do arquivo no campo rename, ocultando a extensão. Caso precise trocar a extensão também, basta clicar abaixo na marca Show extension para exibir ela, lembrando que quando a extensão é mostrada, ao renomear não se deve remover ela.

E outro caminho, este sim, mais trabalhado e com mais recursos, que é o mais usado para renomear lotes de arquivos em um único processo (chamado BATCH) é o que ocorre quando se seleciona vários arquivos e se aperta F2.

rename_varios[6]

É algo tão completo que se pode combinar o nome da pasta, com seqüência de números a partir do número que se quiser e com data, além de escrever o nome em si, de maneira muito fácil e interativa. E não bastasse, nas andanças de arquivos, sempre uns ficam com a extensão em MAIÚSCULAS e outros em minúsculas, que ao levar num cliente acaba parecendo desorganizado, mas ele corrige automáticamente isso, deixando todas elas iguais do jeito que você quiser.

Ainda, quando se deseja renomear TODOS os arquivos de uma pasta, não precisa selecionar nada, basta clicar em TOOLS -> BATCH COVERT / RENAME, a janela é EXATAMENTE a mesma, mas exclui a necessidade de selecionar imagens. No lado direito da janela, tem o SOURCE (origem), é de onde se seleciona as imagens. Um clique sobre a imagem desejada e outro clique em ADD a passa para o lado esquerdo da tela, na Input List (Lista de Entrada), se quiser renomear TODAS é mais simples ainda, basta clicar em ALL. Remove simplesmente retira a imagem previamente selecionada no lado esquerdo.

Girar e cortar… agora é com você ::

Girar nunca foi tão fácil, rápido e seguro. Usando L(eft), R(ight), V(ertical) e H(orizontal), tanto no modo de visualização, quanto no de browser (navegador), a imagem vista será girada em ângulo de 90° ou espelhada. Teste e descubra, caso dê algo errado, ao clicar fora da imagem (clicando sobre outra miniatura), basta dizer NO (não) a pergunta se deseja salvar a alteração feita.

Nunca mais vai dar pra dizer "eu não sei" ajustar as suas fotos escaneadas ou fotografadas. Aquelas imensas áreas brancas do escaner ou aquela samambaia vistosa, não são necessárias na sua foto com seu animal de estimação, então arranque fora. Vale lembrar que as fotos melhores fotos são aquelas que captam em 85% de sua extensão o assunto fotografado. Com isso em mente, selecione a foto desejada e aperte X (Menu Edit -> Crop Board), abrirá a janela Crop Board com os dados da sua imagem no título. A sacada desse CROP em vez dos concorrentes é que, para amadores, pode ser viável realizar o corte para imprimir a foto 10×15 sem ter conhecimento algum, realizando com precisão o corte necessário e o programa lhe avisa ainda se a imagem tem qualidade ou não para realizar a impressão. O segredo esta no Paper Ratio, que vem marcado livre (free hand), mas pode ser delimitado a um tamanho fixo, lembrando que os tamanhos estão em polegadas, a mesma imagem 10x15cm é a 6x4inch (13×18 = 7x5inch).

gufo[6]

E não bastasse a opção de cortar, você pode nesta mesma tela escolher entre cortar para um arquivo (salvar um novo documento direto daí), copiar pro Clipboard (e depois colar em outro programa, como o MS-Paint, além de realizar o corte na imagem selecionada como Resample (ou seja, TEMPORÁRIO). Fique de olho no DPI, mesmo imagens da câmera digital ou scanner podem não ter resolução suficiente para uma ampliação muito grande, o ideal é 300. Ultimo item, para aqueles que gostam de CENTRALIZAR as coisas, repare no quadrado escuro ao lado de OD:, ele mostra uma caixa 3×3 da área selecionada, tornando fácil centralizar.

Texto em fotos ::

Por fim, inserir textos em fotos. Este é o mais pedido, o mais querido e um dos mais aplaudidos recursos que todos os programas gráficos que se prestem têm. Acontece que apesar dos recursos, o FastStone Image Viewer é apenas um visualizador, o que torna mais especial o recurso dado a qualidade do mesmo. Basta apertar D na imagem selecionada, (menu Edit -> Draw Board) e fazer. Esquecer de colocar os momentos importantes com data, local, motivo da foto, declaração de amor… as possibilidades agora são imensas e você mesmo pode fazer. Não satisfeito com a chance de escrever na imagem, com anti-serrilhado? Você tem uma opção de marca d’água que importa a sua logo e permite inserir sombra e transparência nela. E quadrados, círculos, linhas e setas também, tudo que se precisa, para que se faça de maneira simples e fácil a inserção do texto.

Note na janela abaixo, que os itens estão dispostos de cima pra baixo pelos ícones:
• Seleção: Permite clicar nos objetos, arrastá-los e, ao selecionar e pressionar DELETE, excluí-los.
• Texto: Permite escrever, propriamente, editar e definir espaçamento de linhas, fundo e contorno.
• Seta: Cria uma seta (arrow) ou, desmarcando a caixa arrow, uma linha.
• Quadrados e Círculos: Criam quadrados e Círculos preenchidos ou não.
• Destaque: sobrepõe tudo, destaca em amarelo alguma parte quadrada da imagem.
• Marca D’água: Insere uma imagem e permite definir transparência e sombra da mesma.
• Delete: Exclui o objeto selecionado.
• Actual Size e Fit: Mostram 100% e encaixado na tela, respectivamente.

text[6]

É clicar na ferramenta, clicar na imagem e usar!

Redimencionar ágil e fácil para todos os níveis de usuário ::

Este é sem dúvida um dos fortes motivos pelo uso do FastStone Image Viewer, a possibilidade de mudar o tamanho das imagens. Dentro do menu EDIT há várias ferramentas úteis que podem ser experimentadas, mas olhemos a RESIZE que é o nosso foco neste momento.

resize[6]

A ação abre uma nova janela, a RESIZE/RESAMPLE, que serve para redimencionar uma imagem qualquer para qualquer finalidade desejada, pelo método de redução/ampliação que for mais conveniente no momento.

resizing[6]

No topo, a informação do tamanho original (fixo, no ex: 400×400 0,16MP), o tamanho selecionado no momento (atualiza a medida que altera os dados), então se escolhe a dimensão em pixels, pela porcentagem ou por tamanho de impressão, sendo:

Pixels = tamanho real de tela, no menor ponto visível (pixel).

Porcentagem = Proporcional ao tamanho original (ex: 50% = METADE e 200% = DOBRO)

Tamanho de Impressão = LxA na medida que quiser (polegada, cm…), na resolução que precisa.

Padrão = Gera a imagem no tamanho que for selecionado…

Preserve Aspect Ratio é para determinar se a imagem gerada deve ser preservar o formato original, marque para evitar distorções. O Filtro é útil para recuperar as alterações de modo mais suave ou não, o Lanczos3 (padrão) me pareceu bem eficaz tanto amplicando quanto reduzindo imagens. A fim de não gastar processamento ou não se preocupando com suavidade, basta trocar o Lanczos3 pelo Nearest.

Feito as alterações, clicado o OK, ainda não está concluído… a imagem no browser/visualização é a já processada, mas em modo "resample", ele é um temporário que não foi salvo ainda. Nota-se pela informação de tamanho na miniatura original (400×400) e a "real" no ropadé (1200×1200). Para salvar, há dois caminhos…

resampled[6]

O primeiro é clicar em outra miniatura, será exibido um pop-up perguntando se deseja salvar as alterações, clique em "YES" ele pergunta o formato e nome, como num "salvar como…", em AVANÇADO há opções de comparar o arquivo recuperado do processo com o mesmo após ser salvo com o formato selecionado de modo a otimizar o mesmo e, só então, salvá-lo. E note que isso não sobrescreve o seu arquivo antigo.

O outro método é, após realizar as alterações, clicar em SAVE AS no menu FILE.

saveas[6]

E assim, seu arquivo modificado está salvo. Recomendo que aplique os filtros ANTES de salvar. ;0)

Com Filtros é melhor ::

gold[6]

Falando de filtros, como foi visto no menu EDIT, seja os originais da máquina digital, do escaner, ou do PC mesmo, especialmente após um resample, nada melhor que efetuar umas correções e alterações nas imagens, para torná-las mais interessantes e atraentes, como visualizado acima. Citando somente as tarefas mais úteis disponíveis para uso comum.

Brightness Contrast Gamma -> Como nos editores, ajusta Brilho/Contraste/Gamma da imagem. No geral, imagens foscas demais se beneficiam com mais contraste e menos brilho, como vide abaixo:

gamma[6]

Brilho reduzido e Contraste incrementado, aspecto de brilho intenso

Hue Saturation Lightness -> Como nos editores, ajusta Cor/Saturação/luminosidade da imagem. No geral, imagens com curva de cor levemente errada pode ser ajustada aqui. Cores fracas podem ser intensificadas também nesta opção, como vide abaixo:

hue[6]

Torção do espectro de cor e saturação, gerando efeito bronze

RGB Level -> Como nos editores, ajusta níveis de cor RGB da imagem. No geral, imagens com cores muito pronunciadas podem ser recuperadas facilmente nesta opção, como vide abaixo:

rgb[6]

Decremento de Azul e Verde e Ampliação de Vermelho, sensação de calor intenso

Sharpen / Blur -> Como nos editores, ajusta nitidez/desfoque da imagem. No geral, em imagens com pixalização (as cores ficam muito intensas quando com zoom) deve-se aplicar o desfoque de leve e imagens originais podem ter um ganho de qualidade com nitidez de 2~5 pixels (nesta barra), como vide abaixo:

sharp[6]

Acréscimo de nitidez, reforçando os traços

Gray Scale / Sépia -> São duas opções. Gray Scale é a conversão de uma imagem em escala de cinza (descarta as informações de cor) e Sepia é aquele desejado efeito de envelhecido que os estúdios ainda hoje cobram a mais para fazer. Pode aplicar diretamente o Sepia, não precisando converter em cinza, como vide as imagens abaixo:

gray[6]sepia[6]

GrayScale a esquerda e, em seguida, aplicação de Sépia a direita

Fim das fotos sem molduras é facilitado ::

Muita gente adora fotos com molduras, em especial blogueiros de plantão que querem personalizar algum item. O FastStone tem o implemento mais fácil e interessante que já vi. É só clicar em Edit e selecionar a opção Frame Mask. Na janela que se abre, selecionar a moldura desejada, com a cor (background) desejada, clicar em OK e depois salvar a sua nova imagem emoldurada.

moldura[6]

Fim dos olhos vermelhos a um click ::

Por partes, primeiro, olhos vermelhos podem ser eliminados (ou grandemente reduzidos) se sua máquina dispôr de FILL FLASH, pra que corrigir algo que a própria máquina pode evitar?! O dito vermelho é nada menos que o sangue no fundo do olho humano.

Mas, se ainda assim, houver imagens com olhos vermelhos, o FastStone pode removê-lo, transformando o vermelho em preto (é a saída, redesenhar a íris não é uma possibilidade), o que por si só já dá uma aparência mais natural, como se vê abaixo. Isto está no menu Edit, na opção Red-Eye Removal (o nome é sugestivo) e seu funcionamento é simples. Selecione a foto a ter o(s) olho(s) vermelho(s) removido(s), com o ponteiro do mouse faça um círculo sobre o tamanho da íris expandida (e vermelha), se estiver com difilcudades, use a ZOOM RATIO para ampliar as coisas. após ter feito o círculo, poderá arrastar ele ao manter pressionado SOBRE ele. duplo clique (ou clicando em REMOVE RED-EYE) como no caso da imagem abaixo:

select1[6]select2[6]

Conversão total de imagens ::

Quem possui o hábito comum de bater ScreenShot e salvar como BMP no MS-Paint, pela pressa e para não ter perda de qualidade/acréscimo de tamanho pós-editado com a compressão do JPEG durante o uso do Windows, não precisará mais carregar o PhotoShop para essa pequena tarefa. O Conversor (tecla F3, mesmo procedimento de renomear praticamente) permite intercambiar imagens entre os formatos JPEG, BMP, GIF, PNG, JPEG 2000 e TIFF. Desnecessários dizer que as conversões de todos os tipos suportados para um destes poderá agilizar as alterações daquelas fotos récem batidas com sua máquina digital ou pela tecla Print Screen.

convert[6]

Mais que mudar o formato e extensão do arquivo, ele renomeia no processo e salva as imagens convertidas em outro local (permitindo que aqueles originais RAW ou BMP fiquem de backup caso algo dê errado), tornando totalmente seguro o processo.

E ainda pergunta, caso esteja repetindo o processo, em caso de estar sobre-escrevendo um arquivo existente. Uma vez pensado nisso TUDO, por que não fazer TUDO ao mesmo tempo?! Basta clicar em ADVANCED OPTIONS, cada aba é um dos itens de edição vistos anteriormente, incluíndo o BATCH para inserção de marca d’água, permitindo que você insira a sua logo em todas as imagens de apenas uma vez, editando apenas UMA vez, e ainda criando cópia dos arquivos re-compactados e renomeados… será que precisa dizer mais?

Conclusão ::

notafaststone[6]Muitos recursos, leve, rápido e, para uso doméstico, é gratuito.

Mereceu o 10, apesar da lamentável impossíbilidade de usar a SKIN do OS, todo o conjunto compensa (dezenas de vezes) esse detalhe.

Durante os testes, nenhum crash, nem com gif animado, nem nada do tipo, funcionou perfeitamente. A velocidade e os recursos como comparação são encantadores.

As possibilidades de se inserir molduras, textos, mexer nas cores, girar, converter e melhorar as fotos tornam ele muito mais que um visualizador. Mesmo escrevendo tudo isso, ainda tive que deixar de fora vários itens, por exemplo, o excelente suporte a escanner (sim, escanear DIRETO dele), isso para pegar um exemplo… vale o download e uso, É RECOMENDADO! star_full[27]star_full[28]star_full[29]star_full[30]star_full[31]

Links ::

Finalmente, o tão desejado momento! Depois de ver todos os recursos, deve estar querendo colocar a mão neste programa, então acesse:

http://www.faststone.org (site oficial, vá em DOWNLOAD para baixar o programa)

E agora, o mais INACREDITÁVEL, você pensa que tudo isso está embalado em 200MB? 50MB? Não… o FastStone Image Viewer tem, em seu instalador, APENAS 2,9MB. Isso tudo é menor que aquele video que você recebeu no seu email na semana passada. É pra não ter desculpas pra não usar MESMO!

Publicado no Projeto OnBoard em Fevereiro de 2007