Consertando um PlayStation

Resumo ::

Meu SONY PlayStation SCPH-5501 / 94005 de 1997 é uma daquelas máquinas sofridas, que foram usadas até a exaustão de seus recursos. Eu sinceramente usei MUITO este video-game nestes 10 anos, completados em abril passado. E como todo video-game de um game-maníaco, esta máquina deve ter por baixo umas 6.000 horas de jogo, afinal, remonta uma época em que eu não trabalhava e morava no interior do interior do Rio Grande do Sul. Nele eu debulhei o Castlevania Sinfonia da Noite (SOTN), os Gran Turismo 1 e 2, Mortal Kombat 4, Road Rash, Rage Racer, Final Fantasy VII e outros. Pode parecer pouco as 6.000 horas, mas em 2004 estava com o PS2 e em 2000 já tinha o K6-2 rodando emuladores, então é sim uma quantia de tempo relativamente GRANDE.

caixa1[1]-caixa2[1]

Tudo ia muito bem comigo e meu amado PlayStation, quando há poucos meses ele começou a se recusar a ler CDs e a falhar na leitura dos jogos… no começo era raro, mas foi se tornando corrente até que há algumas semanas ele se recusava avidamente a ler qualquer disco, mesmo original, pensei que o leitor havia morrido. Notei que o som já não funcionava a alguns dias no modo CD Player. É aqui que começa a matéria, vamos ABRIR um PlayStation e ver o que há por dentro…

Conhecendo a máquina ::

Muita gente parece que já não conhece este modelo em questão, dado que é o modelo antigo (e original) do SONY PlayStation, abaixo ele, com o cabo, o adaptador para TV, transformador de voltagem (de 220v para 110v), cabo de força original e a caixa, está já estragada pelo tempo e as inúmeras mudanças.

caixa3[1]-caixa4[1]

E o detalhe acima, na direita, do cabo adaptador de TV, que tinha entre a conexão de TV e a caixa que fazia a ponteira do PlayStation a opção de ligar um Super Nintendo (usado em 1998 na casa de um amigo perfeitamente). Na época, 1997, só as TVs mais novas e sofisticadas (e caras) possuiam entrada auxiliar RCA. Na época nossa SEMP não tinha isso, coisa que só veio a acontecer em 1999 com a aquisição da nossa (ainda em uso) LG de 20".

psx1[1]-psx2[1]

Este é da segunda revisão atualizada do primeiro PlayStation, bem antes do facelift para torná-lo o novo PS-One. A mudança na SONY neste modelo em questão não está no software (como viria na terceira revisão), mas no hardware dele. Os primeiros modelos o canhão laser era no topo, na revisão deste modelo (ocorrida em 1996) o canhão veio para onde está em destaque na foto, tendo nesta atualização menor a substituição do carro do canhão, antes de alumínio (pesado), por um de polímero, mais leve.

A TV Panasonic não me ajuda ::

Pense numa TV barata de 14". Definição parece que não era o foco deles ao fazer isso. Quebra o galho legal e é fácil de carregar, mas o LCD da minha máquina digital é BEM melhor que isso…

panablack[1]-start[1]

Pode parecer incrível, mas a imagem da direita eu NÃO apaguei a luz…

Ligar ele liga… ::

Ligando o velho PlayStation, beleza, ele liga… Vamos colocar um dos meus jogos favoritos e que por motivos quase óbvios de renda de brasileiro que não tem vínculo político, nem herdou uma fortuna nem nada, é reconhecidamente falso… só dá dor de cabeça, é verdade, mas era isso ou não jogar, adivinhe o que escolhi.

gt2_capa[1]-gt2_disco[1]

Até que a capa e o disco estão bem feitos, não?! Coloco no PlayStation e… reseto e…

cd_falso[1]-cd_falso2[1]

Tá, me convenci, ele não está lendo o CD por que é falso, certo?! Então tentemos com um original!

icd5_capa-icd5_disco[1]

Quer ver como ESTE é original?! Olhe a face preta, quando lançaram em 1995 o PlayStation, estes discos eram a sensação, os mais viciados reconheciam a quilometros um disco preto. Tento rodar ele e…

cd_original[1]-tocador_cd[1]

É, nem o disco original ele tá topando mais, isso é realmente mal!

Vamos abrir ::

Se não funciona, é por que está com defeito… conclusão lógica, se não é sujeira, então tem que abrir e ver o que aconteceu… tão ou mais lógica ainda. Detalhe da parte inferior do PlayStation.

psx_selo[1]-psx_base[1]

E este está registrado no meu nome mesmo no PlayStation Underground. Apesar dos avisos no selo acima, os parafusos da tampa são do tipo Philips (em "x") do tipo 3/16" (5mm), que não ofereceram resistência alguma a desmontagem para minha chave de Vanadium.

psx_phi[1]-psx_open[1]

Já sem a tampa, o PlayStation (acima, na direita) ainda seria totalmente operacional. Abaixo detalhes do leitor do PlayStation, e da base firme dele, sem o mesmo.

psx_leitor[1]-psx_leitor-off[1]

Detalhe abaixo, à esquerda, do conector de Memory Card e Joypad do PlayStation, ele é todo modular, permitindo que se troque apenas partes das peças/circuitos. Na direita o detalhe do parafuso da cobertura contra fogo, novamente um fácil do tipo Philips, que foi desfeito com a mesma chave da tampa externa.

conector_joy[1]-protection[1]

Agora, já com a placa mãe exposta, todas as partes do PlayStation. Na direita, o último parafuso para soltar a MoBo dele. Adivinhe qual chave foi usada…

opened[1]-ultimo_para1[1]

mas desta vez de uma bitola menor.

A MoBo (placa mãe) do PlayStation ::

A começar, estavam faltando parafusos para segurar a MoBo dele ao chassis. Depois, olhe o material refinado e sofisticado usado para manter a cobertura no lugar. Fita isolante…

mobo[1]-bad-1[1]

A parte mais rígida que encobre o CPU do PlayStation não, ela é soldada na própria placa, impedindo mexidas neste espaço, conforme se pode ver na imagem abaixo. Na imagem seguinte, já sem a MoBo, a carcaça do PlayStation me faz notar que no facelift para o PS-One a parte da esquerda foi retirada de dentro do PlayStation para aquele adaptador externo, daí reduzindo seu tamanho.

solda[1]-sem_mobo[1]

Note que na MoBo dele, as saídas e entradas traseiras são soldadas, como ocorre com os computadores hoje. Aquele botão branco dentro, no topo, da parte mais brilhante abaixo é o mecanismo de detecção da tampa. Ao fechar a tampa do PlayStation, o pino bate naquele botão, pressionando-o, que indica que ele está fechado. Sabendo disso, mais a frente eu me usei do meu dedo para ligar ele sem a carcaça. ;0)

mobo2[1]-mobo3[1]

Na parte inferior da MoBo (imagem direita acima), note as gambiarras para desbloquear o video game, é certeza que é ALI que o problema reside.

O Chip de desbloqueio ::

Pelo que entendi, o desbloqueio ocorre com duas partes, uma para a imagem e audio e uma outra reconhecimento do jogo. Sendo que alguns pontos soldam diretamente sobre os chips, tudo me leva a crer que a própria SONY deva ter trabalhado neste sistema de desbloqueio da placa.

pirata1[1]-pirata2

Partes específicas demais de circuíto… note abaixo o detalhe do ponto de solta no chip. E a gambiarra com fita transparente para segurar tudo no lugar.

pirata3[1]-pirata4[1]

Acima, na direita, o detalhe do grande espaço para a solta de um ponto. Declarado como preparado para a soldagem do fio. Abaixo, emendas para o circuíto funcionar.

pirata5[1]-pirata6[1]

O que me leva a crer que a SONY facilitou a pirataria (em prol da SONY Image), o detalhe da placa do meu modelo, que revela ser um modelo "B" do PlayStation. Eu sei que cada modelo de MoBo usa pontos de soldagem diferentes (basta googlear sobre)… a SONY não dificulta em nada a identificação do modelo.

pirata7[1]-pirata8[1]

Note que o tamanho da placa (abaixo, 19cm) é exatamente o mesmo do PS-One, logo tudo que a SONY fez para reduzir o tamanho no facelift foi retirar a parte do adaptador interno (o conversor 110->17w) de dentro do console para um adaptador externo…

mobo19cm[1]-2nd_pirate1[1]

O segundo chip de desbloqueio dele é mais específico. Este mod-chip foi colado na placa e os seus pontos de soldagem em pontos ainda mais específicos.

2nd_pirate2[1]-2nd_pirate3[1]

Remarquei com marcador permanente de CD onde ficam os pontos e achei UMA das soldas quebradas… este segundo chip estava incompleto, era o que causava o mau funcionamento do PlayStation.

2nd_pirate5[1]-2nd_pirate6[1]

Momento de distração meu, derreti toda a cobertura do fio… e logo se vê por que designers não trabalham com montagem de equipamentos: minha solda é grotescamente GRANDE em relação ao que deveria ser. Arrisquei bonito e soltei 2 pontos ao lado de onde deveria (okay, não funcionava mesmo). Certamente no futuro irei me esforçar e não farei isso sentado no chão de qualquer jeito…

wip1[1]-tensao[1]

Foto WIP (Work In Progress)… sem fechar o PlayStation, com o dedo e as peças "soltas" por cima, liguei a máquina… tensão, a segunda foto acima (antes de dar RESET nele com o dedo para ver se funcionava)…

wip4[1]-wip5[1]

Perfeito… exibiu a logo do PlayStation com o disco original (DemoDisk 5), reconheceu e partiu a leitura do mesmo. Vamos fechar o bicho e testar mais profundamente…

wip6[1]-wip7[1]

Acima, o mesmo disco, agora com o PlayStation fechado… Demo de Crash Bandicoot rodou bem. Aparentemente está 100%, salvo pelo som que morreu na minha enjambração… mas nem funcionava mesmo, vamos considerar que de rodar já é um lucro!

wip8[1]-wip9[1]

Detalhe mais perto, o PlayStation tem gráficos belíssimos para seus 33MHz RISC, isso me faz lembrar os jogos de PC de hoje que acabam com o seu PC para fazer isso "mais redondo"… lembre-se que o PlayStation é de 1994!

Na direita, acima, o Parappa the Rapper, sem som fica muito sem graça mesmo, mas os controles estão respondendo precisamente bem… abaixo o que realmente interessa… o Gran Turismo 2. Rodou macio denovo, embora sem áudio… Mas guiar com DualShock é outra coisa…

gt2_run1[1]-gt2_run2[1]

gt2_run3[1]-gt2_run4[1]

gt2_run5[1]-gt2_run6[1]

gt2_run7[1]

A imagem seria melhor se a TV quisesse cooperar… o jogo rodou super bem mesmo.

Conclusão ::

Perdi o som, definitivamente, tentei re-soldar e o video-game parou de funcionar denovo. Soldei como nas fotos e ele voltou, sem som. Como não me sobra tempo e o faço a noite, perdi muito pouco do que eu quase nem ouvia mesmo… poucos jogos eu sentiria falta mesmo, caso do ronco dos motores dos carros no Gran Turismo 2 ou das músicas do Castlevania SOTN, fora isso, jogável!

O PlayStation é realmente resistente… e ainda continua funcionando!! Devo avisar, não tente fazer isso em casa, mas quem me ouviria…. O/


O JoyPad do PS2 no PSX ::

Relato aqui uma peculiaridade, de todos os controles de PlayStation 2 que já vi, o meu é diferente. Se você ampliar as fotos abaixo, notará que ele tem no plástico um pó dourado, em toda a sua extensão. As alavancas do analógico são emborrachadas, muito macias, diferente do meu outro analógico do PlayStation que a borracha é mais dura, as do PlayStation 2 chegam a parecer de silicone de tão macias.

joy_ps2-1[1]-joy_ps2-2[1]

Os botões são levemente mais baixos que o dos outros controles de PlayStation que tenho (7 ao todo) e muito mais sensíveis, embora tão precisos quanto os demais. E o direcional digital parece ser do mesmo produto das alavancas, igualmente emborrachado.

joy_ps2-3[1]-joy_ps2-4[1]

Não bastasse tudo isso, ele traz um cabo de quase 3,5 metros (o outro analógico é quase 3 metros). O motor dele é notavelmente mais intenso que o do outro DualShock do PlayStation. Na parte superior há "DualShock2", entre o fio e o L1/L2, em azul marinho.

joy_ps2-5[1]

Se virem por aí um com todos esses detalhes, compre sem medo, especialmente para jogos que existem movimentos suaves e precisos (como o Gran Turismo). Só não recomendo para luta mesmo…


CONSERTO REALIZADO NA XY GAMES ::

O console foi levado na XY Games, onde o Rafael restaurou e limpou ele. Embora na época eu não tivesse muita opção, hoje reconheço que, neste caso, foi uma das coisas mais estúpidas que já fiz. Eu praticamente destrui a parte de áudio do console. E nesse mesmo hoje, entretanto, pós revisão na loja, o console tá como em estado de novo. A limpeza resolveu o botão de abrir a tampa que emperrava e as diversas soldagens necessárias para retirar o curto deixaram o console, que operava mudo, com seu áudio normal.

Aprendi que vale a pena mandar para o conserto, sim. E isso quando se sabe que a loja é séria. O trabalho da XY Games foi de mestre, e eu tenho agora novamente o meu velho PlayStation 1 no acervo.

Publicado no Projeto OnBoard em 15/08/2007 – Consertado pela XY Games em 24/06/2010.